14.05.202010:42:00UTC+00Chefe do BoJ não vê necessidade de corte de taxas

O Governador do Banco do Japão, Haruhiko Kuroda, afirmou na quinta-feira que não há necessidade de reduzir as taxas para uma zona negativa. Num seminário, Kuroda afirmou que não há alteração na posição do banco de visar o objectivo de 2% de inflação, embora seja provável que seja necessário um período de tempo prolongado para o atingir. Devido à propagação global do coronavírus, ou Covid-19, espera-se que a inflação seja fraca com a descida dos preços do petróleo. É extremamente importante, na fase atual, manter condições financeiras acomodatícias, afirmou. Kuroda acrescentou que a prioridade máxima é proteger o emprego, as empresas e os meios de subsistência das pessoas até que a propagação do Covid-19 seja contida. O banco central está determinado a fazer tudo o que for necessário para garantir um financiamento harmonioso e manter a estabilidade nos mercados financeiros, disse Kuroda.



Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.