empty
 
 

29.07.202113:24:00UTC+00Crescimento econômico dos EUA cai bem menos do que o estimado no segundo trimestre.

Um relatório divulgado pelo Departamento de Comércio nesta quinta-feira mostrou um aumento significativo do produto interno bruto dos EUA no segundo trimestre de 2021, embora o ritmo de crescimento tenha ficado aquém das estimativas dos economistas. O Departamento de Comércio informou que o PIB real aumentou 6,5% no segundo trimestre, após um salto de 6,3% no primeiro trimestre. Os economistas esperavam um aumento do PIB de 8,5%. O crescimento do PIB no segundo trimestre refletiu aumentos nos gastos dos consumidores, nos investimentos fixos não residenciais, nas exportações e nos gastos dos governos estaduais e locais. O relatório mostrou que os gastos dos consumidores dispararam em 11,8% no segundo trimestre, após um aumento de 11,4% no primeiro trimestre. Entretanto, as diminuições nos investimentos de estoque privado, nos investimentos fixos residenciais e nos gastos do governo federal limitaram os ganhos em conjunto com um aumento nas importações, que são uma subtração no cálculo do PIB. "A boa notícia é que a economia agora ultrapassou seu nível pré-pandêmico", disse Paul Ashworth, Economista-Chefe da Capital Economics dos Estados Unidos. Ele acrescentou: "Mas com o impacto do estímulo fiscal diminuindo, o aumento dos preços enfraquecendo o poder aquisitivo, a variante delta em alta no sul e a taxa de poupança menor do que pensávamos, esperamos que o crescimento do PIB desacelere para 3,5% anualizado no segundo semestre deste ano". O relatório também mostrou os principais preços ao consumidor, que excluem os preços dos alimentos e da energia, com um aumento de 6,1% no segundo trimestre, após ter saltado 2,7% no primeiro trimestre.



Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.