Facebook
 
 

27.10.202018:08 Análise de Forex: Os preços do petróleo continuam a cair em meio ao aumento da incidência de COVID-19 em todo o mundo.

Exchange Rates 27.10.2020 analysis

Devido a outra disseminação da COVID-19 na Europa, os líderes de muitos países europeus impuseram restrições de viagem e lazer. Por exemplo, bares, restaurantes e locais de vida noturna fecharam muito mais cedo do que o habitual na Itália e na Espanha na semana passada.

No entanto, tal retomada e endurecimento das medidas de quarentena poderia afetar a demanda de gasolina e outros combustíveis, limitando seu consumo, o que retardará a recuperação dos preços do petróleo. Além disso, a situação nos Estados Unidos não é menos deplorável, especialmente porque a incidência diária no país ultrapassou 60.000 no domingo. Se a pandemia continuar a se espalhar ativamente nos próximos dias, o consumo de petróleo inevitavelmente cairá ainda mais.

Os especialistas há muito anunciaram uma tendência negativa persistente no mercado petrolífero, sobre a qual as previsões não contêm qualquer indício de melhoria da situação. Eles previram que o consumo de petróleo será de apenas 9,6 milhões de barris por dia este ano, o que é cerca de 10% menor do que em 2019. A atual desaceleração na taxa de crescimento da economia da UE também está limitando a venda de certos tipos de combustíveis industriais.

Além disso, a notícia de que a Líbia aumentou a produção de petróleo também exerceu uma séria pressão sobre os preços do petróleo. Em setembro, o governo em Tripoli e o chefe do Exército Nacional Líbio, Khalifa Haftar, assinaram um acordo sob o qual o bloqueio petrolífero de nove meses no país foi levantado.

Desde então, a produção de petróleo cresceu rapidamente e, na última sexta-feira, a Companhia Nacional de Petróleo da Líbia (NOC) disse até mesmo que a produção aumentará para 800.000 barris por dia dentro de duas semanas e, em quatro semanas, subirá para 1 milhão de barris por dia.

Espera-se que o petróleo líbio, que é um concorrente digno do petróleo bruto, também crie dificuldades para o mercado de petróleo Brent.

Esta recuperação ativa da produção também complica o reequilíbrio do mercado. Assim, o aumento de produção previamente planejado pela OPEP e seus aliados, que deveria ser realizado em janeiro próximo, pode ser adiado.

A tempestade tropical Zeta, que em algum momento causou uma redução na produção de petróleo em plataformas offshore no Golfo do México, também não conseguiu suportar os preços do petróleo.

Como resultado, os futuros do WTI para entrega em dezembro diminuíram em 3,34% e foram negociados a US$ 38,52 por barril na Bolsa Mercantil de Nova Iorque, e na manhã de terça-feira, encontraram suporte a US$ 38,29 e resistência a US$ 41,59.

O índice do dólar, por outro lado, aumentou 0,30% e foi negociado a US$ 93.040.

Enquanto isso, os futuros de Brent para entrega em janeiro caíram 3,07% e totalizaram US$ 40,78 por barril.

Irina Maksimova,
Especialista em análise
do Grupo InstaForex © 2007-2021
Benefit from analysts’ recommendations right now
Top up trading account
Open trading account

InstaForex analytical reviews will make you fully aware of market trends! Being an InstaForex client, you are provided with a large number of free services for efficient trading.

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.