Facebook
 
 

21.01.202121:37 Análise de Forex: Biden permitirá que o dólar alcance novo recorde de baixa?

Exchange Rates 21.01.2021 analysis

O dólar continua caindo, e os analistas, por sua vez, estão aos poucos se convencendo da natureza de longo prazo dessa tendência negativa. Acontece que seu crescimento em janeiro foi apenas uma pequena pausa. Tudo isso é óbvio, mas surge a pergunta: o que empurra o dólar para baixo e onde está o limite de sua queda?

As políticas democráticas sempre apoiaram um dólar forte, e os investidores esperavam que mesmo agora, após a chegada ao poder deste partido, o dólar viverá sua vida anterior. Mas suas expectativas, muito provavelmente, não serão atendidas. Isso após o discurso da indicada ao secretário do Tesouro, Janet Yellen, que não mencionou a política de um dólar forte, mas sim como isso poderia levá-lo a um colapso ainda maior.

Se Yellen assumir o cargo de secretária do Tesouro, seu departamento, junto com o Federal Reserve dos Estados Unidos, realizará uma política arriscada que pode provocar uma forte flutuação da taxa de câmbio do dólar americano. Yellen recentemente pediu uma injeção em grande escala de liquidez na economia e pediu aos legisladores que expandissem as medidas de apoio.

A posição das novas autoridades pode ser percebida pelos investidores "sentados" no dólar como um sinal para uma longa queda do dólar. É importante destacar que até o momento, além das declarações e projeções, não existem indicadores fundamentais para uma queda profunda do dólar.

As previsões sobre o colapso da taxa de câmbio baseiam-se exclusivamente em medidas inéditas para injetar liquidez no sistema financeiro dos Estados Unidos. Assim, as autoridades norte-americanas decidiram não apenas combater a crise. Eles realmente querem enfraquecer o dólar para criar uma vantagem competitiva para os produtores locais no mercado global.

Digamos que eles tenham sucesso. Depois de um tempo, os preços dos produtos americanos cairão e a demanda aumentará. No entanto, os concorrentes norte-americanos perderão parte do mercado de vendas e provavelmente não o acompanharão com calma. A Europa ou o Reino Unido também começarão a tomar medidas para enfraquecer suas próprias moedas. Uma luta entre impressoras começará e seu resultado é desconhecido. Não vai chegar a esse ponto, muito terá que estar em jogo.

O dólar vai retomar sua posição com o tempo, mas enquanto a política monetária dos Estados Unidos permanecer inalterada, um enfraquecimento gradual da taxa de câmbio será inevitável.

No entanto, não se fala em colapso. Isso não acontecerá enquanto a maior parte (56,6%) das reservas mundiais de moeda estrangeira for investida em ativos em dólares. Por exemplo, para os concorrentes mais próximos, essa participação é bem mais modesta, para o euro - 19,2%, para o yuan chinês - 2%.

De fato, nos últimos dois anos, a participação do dólar americano nas reservas mundiais diminuiu, mas não pode haver ponto de inflexão, a escala dos números não é a mesma.

A economia dos EUA precisa de um dólar fraco?

Um dólar barato pode ter consequências negativas para o país. A economia americana está longe de ser voltada para a exportação; depende muito das importações. Um colapso no sentido clássico é capaz de abalar não apenas a economia dos Estados Unidos, mas também o sistema global.

Como explicam os especialistas, um afundamento profundo do dólar pode "causar um aumento na inflação, que ameaçará a política monetária ultra-frouxa do Fed e limitará as possibilidades de estímulo fiscal da economia".

A rápida queda do dólar também atingirá o mercado de dívida dos EUA. Isso afetará negativamente outros mercados, bem como a capacidade das autoridades americanas de financiar o enorme déficit orçamentário com a colocação de títulos do governo. O déficit, devo dizer, só está aumentando.

Considerando tudo isso, o dólar norte-americano se enfraquecerá no longo prazo. No entanto, é improvável que o índice do dólar reescreva as mínimas registradas no final do ano passado na região de 89,2 pontos. O mais plausível para o dólar, segundo analistas, é seu retorno à cesta de concorrentes na região de 91-93 pontos.

Exchange Rates 21.01.2021 analysis

Natalya Andreeva,
Especialista em análise
do Grupo InstaForex © 2007-2021
Benefit from analysts’ recommendations right now
Top up trading account
Open trading account

InstaForex analytical reviews will make you fully aware of market trends! Being an InstaForex client, you are provided with a large number of free services for efficient trading.

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.