empty
 
 
Biden ataca Big Techs para impulsionar competição

Biden ataca Big Techs para impulsionar competição

Os gigantes da tecnologia recentemente enfrentam uma pressão intensa dos governos mundiais. O Facebook e Google tornaram-se o assunto de diversas investigações e recebem multas de vários bilhões de dólares. Mas o pagamento de uma multa logo não será o bastante.

O presidente Joe Biden assinou uma ordem executiva que provavelmente dificultará a vida das grandes empresas dos EUA. A nova legislação dará às agências federais uma mão livre e dificultará a vida das empresas dominantes na indústria tecnológica. A administração de Biden está disposta a restringir consideravelmente a regulação nesse campo. As autoridades dos EUA estão preocupadas com os riscos à economia por uma diminuição na competição: preços crescentes, a falta de escolha para os consumidores e direitos limitados dos funcionários, ao trocarem de emprego e de empregadores.

Grandes empresas, principalmente o Facebook e Google, desenvolveram uma estratégia eficaz. Adquirem start-ups promissoras, destruindo assim os potenciais competidores. Por um lado, os gigantes tecnológicos ficam dentro da lei. Por outro lado, exploram suas posições e prejudicam o desenvolvimento de start-ups. Joe Biden está disposto a protegê-las, ordenando que os reguladores analisem com escrutínio as aquisições, "especialmente por plataformas da internet dominantes, com atenção especial à aquisição de competidores nascentes, aquisições em série, o acúmulo de dados, competição por produtos "de graça" e o efeito na privacidade dos usuários".

Back

See aslo

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.