Mercado de energia submerso no excesso de oferta do petróleo

Mercado de energia submerso no excesso de oferta do petróleo

Antes de 2020, a humanidade temia que as reservas de petróleo chegariam ao fim. Este ano, porém, os mercados globais enfrentaram um excedente de petróleo sem precedentes, o maior já registrada. Um número crescente de refinarias de petróleo em todo o mundo está encerrando as atividades à medida que a procura de petróleo bruto diminui. No mercado físico do petróleo bruto, a situação está a piorar. Supostamente, alguns produtores de petróleo sem acesso aos portos marítimos estão, na verdade, pagando aos consumidores para retirar seu petróleo bruto, enquanto alguns produtores vendem um barril de petróleo por menos de 10 dólares. O mercado de petróleo está esmagado. A logística está lutando em meio a uma perda catastrófica da procura. Nem a Grande Depressão de 1929, nem a crise energética dos anos 70, nem a crise financeira de 2008, poderiam se comparar com o colapso que o mercado petrolífero está enfrentando hoje. Normalmente, são consumidos diariamente cerca de 100 milhões de barris. Este ano, no entanto, a procura de petróleo diminuiu em pelo menos 25%. Os especialistas temem que mesmo os maiores cortes de produção possam não ajudar a estabilizar os preços do petróleo, pois o excesso de oferta é muito grande e a demanda está em queda.

Back

See aslo

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.