Fusão NCB-Samba irá criar o terceiro maior credor do Golfo

Fusão NCB-Samba irá criar o terceiro maior credor do Golfo

O petróleo não é a única fonte de receita da Arábia Saudita. Como parte do Vision 2030, um programa de desenvolvimento em grande escala, o reino está planejando diversificar sua economia longe do petróleo. Um dos principais itens desse plano é a fusão dos dois maiores bancos locais.

O acordo entre dois gigantes - Banco Comercial Nacional e Grupo Financeiro Samba - vai se tornar o maior em 2020 em termos de valor patrimonial. De acordo com relatórios preliminares, o Banco Comercial Nacional da Arábia Saudita comprará uma participação de 67,4 por cento em seu antigo rival por quase US $15 bilhões. Após a conclusão da fusão, a instituição financeira controlará US $220 bilhões em ativos e uma capitalização de mercado de US $46 bilhões. Como resultado, este negócio criará o terceiro maior banco da região do Golfo. A realocação dos ativos está prevista para ser finalizada no primeiro semestre do próximo ano. Curiosamente, há um ano o NCB abandonou os planos de fusão com o Riyad Bank, outro grande player do setor bancário saudita. No entanto, uma crise econômica recorde em meio à pandemia de coronavírus e uma queda acentuada nos preços do petróleo forçou a empresa a reconsiderar sua posição sobre a criação de uma entidade combinada.

Back

See aslo

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.