Facebook
 
 
Autoridades chinesas visitarão Washington no início da administração de Joe Biden

Autoridades chinesas visitarão Washington no início da administração de Joe Biden

A China planeja enviar aos Estados Unidos seu pessoal de alto escalão para resolver questões econômicas importantes. As autoridades chinesas tomaram esta decisão em meio à esperança de que o presidente eleito Joe Biden esteja aberto a novas negociações.

As relações EUA-China chegaram a um impasse durante a presidência de Donald Trump. A política agressiva dos EUA levou a uma guerra comercial em grande escala entre os países. No entanto, no momento, as duas maiores economias do mundo têm todas as chances de se restabelecerem.

“Existem alguns desafios que temos que superar no relacionamento, e não será de forma linear. Será um caminho complexo pela frente”, disse Myron Brilliant, chefe de assuntos internacionais do grupo empresarial. Ele também acrescentou que “esta visita poderia ajudar a estabelecer as bases para a melhoria das relações EUA-China e o progresso em direção a um acordo comercial ampliado”.

Anteriormente, o presidente dos EUA, Donald Trump, e o vice-premiê chinês, Liu He, assinaram a fase 1 do acordo comercial. De acordo com o documento, a China concordou em comprar US $76,7 bilhões em mercadorias americanas no primeiro ano, com US $123,3 bilhões previstos para o segundo ano. Donald Trump supõe que este acordo permitirá aos Estados Unidos reduzir seu grande déficit no movimento do comércio bilateral com a China.

Back

See aslo

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.