empty
 
 
BTC despenca 35% em maio

BTC despenca 35% em maio

Maio de 2021 se tornou um dos piores períodos na história do bitcoin. Nesse mês, a primeira criptomoeda perdeu quase 36%. Essa foi a terceira queda mais brusca desde a criação do ativo. A primeira ocorreu em setembro de 2011, quando o bitcoin caiu 40%. Depois, em 2018, ele afundou 37%.

Como normalmente acontece, o pioneiro do mundo das criptomoedas foi seguido por outros ativos. Então, em maio, o ETH caiu 6%, a Binance Coin diminuiu 45% e o XRP, 37%. Até a Dogecoin desceu 2%. Candano foi a única criptomoeda na lista do top 10 a mostrar um aumento, subindo 23%. Houve diversos fatores que causaram essa queda no bitcoin. No mês passado, Tesla se recusou a aceitar o bitcoin como pagamento por seus carros elétricos. Além disso, a retórica super agressiva da China sobre a mineração e as criptomoedas, junto dos planos dos EUA de impor um imposto nas transações do Bitcoin e a promessa da Fed de acelerar o processo de criação de um dólar digital, fizeram uma pressão de baixa no BTC. Como resultado, quem entrou no mercado não muito tempo atrás sofreu perdas significativas. Cerca de 1,2 bilhões de BTC foram vendidos com uma perda de 5% a 25%. O cripto mercado entrou em uma longa fase de consolidação. É provável que o bitcoin fique nos níveis de $33.000 a $40.000 até o final do inverno. Alguns analistas têm certeza que, até o começo de setembro, a moeda voltará para $50.000 e no final do ano pode até atingir $100.000.

Back

See aslo

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.