empty
 
 
Orgão de proteção ao trabalhador investiga queixas de funcionários contra a Apple.

Orgão de proteção ao trabalhador investiga queixas de funcionários contra a Apple.

A Apple está atualmente sob investigação do Conselho Nacional de Relações Trabalhistas dos EUA "NLRB" por reclamações sobre as condições de trabalho dos funcionários da gigante tecnológica. A relutância da empresa em discutir problemas internos publicamente é considerada a principal razão por trás da investigação do NLRB. Dois trabalhadores da Apple apresentaram uma queixa contra a corporação acusando-a de exercer pressão sobre os funcionários e de estabelecer requisitos rígidos de higiene de informação. Tudo começou com uma conversa em grupo na "Slack", uma plataforma de comunicação corporativa. Os funcionários da Apple realizaram uma pesquisa perguntando a seus colegas de diferentes departamentos sobre o tamanho dos salários recebidos para a mesma quantidade de trabalho. Posteriormente, eles também lançaram um canal onde podiam reunir dados salariais. Entretanto, a equipe de gerenciamento da Apple bloqueou repetidamente os esforços dos funcionários para pesquisar e discutir a remuneração. Em resposta, foi apresentada uma reclamação ao NLRB. A agência é obrigada a investigar todas as reclamações e a recorrer à lei em caso de qualquer violação.

Funcionários antigos e atuais da Apple criticaram recentemente a cultura corporativa da empresa no Twitter usando a hashtag #AppleToo. Pela lei dos Estados Unidos, os funcionários têm o direito de discutir publicamente certos tópicos, como as condições de trabalho.

Back

See aslo

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.