empty
 
 
EUA estabelecem coalizão para reprimir a ameaça da ciber-segurança.

EUA estabelecem coalizão para reprimir a ameaça da ciber-segurança.

As autoridades americanas são grandes fãs de várias coalizões. Elas se esforçam para criar uma em cada oportunidade. Um novo exemplo dessa cooperação liderada pela Casa Branca tornou-se a união de 30 nações cujo objetivo principal é combater as transações ilegais de moedas criptográficas. O presidente americano Joseph Biden revelou publicamente seu estabelecimento e disse que os EUA haviam encontrado fortes aliados para travar uma guerra contra as transações de criptografia ilícita. A primeira conferência de imprensa online desta união ocorrerá este mês e abordará a questão do combate ao crime cibernético. A administração Biden confirmou que 30 países já haviam aderido à coalizão.

"Este mês, os Estados Unidos reunirão 30 países para acelerar nossa cooperação no combate ao crime cibernético, melhorando a colaboração na aplicação da lei, diminuindo o uso ilícito da moeda criptográfica e engajando-se diplomaticamente nestas questões”, revelou a declaração da Casa Branca.

A principal questão a ser discutida durante a reunião online será o uso indevido de moedas virtuais para a lavagem de pagamentos de resgate. As autoridades dos EUA pretendem intensificar os esforços globais para enfrentar a ameaça do ransomware à segurança econômica e nacional. Os participantes também buscarão maneiras de investir em tecnologias 5G confiáveis e para proteger melhor as cadeias de suprimentos globais. Notavelmente, o Sr. Biden não mencionou os países convidados pelos Estados Unidos para o diálogo, mas revelou o nome da nova cooperação — a Iniciativa Contra-Ransomware.

Back

See also

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.