empty
 
 
Europa encontra forma de mitigar crise energética

Europa encontra forma de mitigar crise energética

A crise energética na Europa não está se dissipando. Por esse motivo, os estados da UE analisam os benefícios de compras conjuntas de gás.

A Comissão Europeia está desesperadamente tentando encontrar uma saída para diminuir os preços crescentes do gás. Atualmente, ela está considerando os possíveis benefícios dos estados-membros, em conjunto, comprarem reservas estratégicas de gás e o armazenamento delas. Essa medida deve ajudar os governos a estabilizarem o preço da energia, impedirem aumentos e sobreviverem ao futuro inverno.

O novo projeto da UE busca solucionar vários problemas de uma só vez, por exemplo, cortes fiscais, ajuda financeira para lares pobres e várias empresas em vários setores. A Comissão Europeia espera que, ao adotar a nova iniciativa, consiga diminuir os preços da energia até abril de 2022. Mas excederá significativamente o preço médio dos anos anteriores.

Fora isso, a Comissão Europeia encoraja que os estados-membros da UE mudem ativamente para fontes de energia renovável. A mudança gradativa para a energia verde, assegurará que o bloco não enfrente os mesmos choques nos preços da energia no futuro. Os ministros da energia, dos países da UE, terão uma reunião urgente em Bruxelas, para discutirem o aumento no preço em 21 e 22 de outubro. "A única forma de separar completamente o gás da eletricidade é não usá-lo mais para gerar força. Essa é a meta a longo prazo da UE, substituir os combustíveis fósseis pelos renováveis", apontou a chefe da política energética da UE, Kadri Simson.

Notavelmente, a ideia de criar uma única plataforma, para a compra de gás natural para todos os países da UE, foi abordada mais de uma vez. Antes disso, uma proposta semelhante foi feita por países do Leste Europeu, como o governo polonês. Mas essa proposta não teve o apoio cordial de muitos países da Europa. Simson disse que foi extremamente difícil implementar essa ideia, porque as vantagens óbvias foram ignoradas até há pouco tempo.

O custo de gás e eletricidade, antes da temporada fria, subiu aos maiores níveis de todos os tempos. Em 6 de outubro, o gás estava estimado em $1.924 por mil metros cúbicos. As empresas industriais foram forçadas a reduzir o volume da produção. As contas de luz dos cidadãos decolaram, gerando também alertas.

Apesar do fato de que a Rússia segue suas obrigações do contrato a longo prazo, a União Europeia pede um fornecimento maior de gás. Em 7 de outubro, o Presidente Vladimir Putin sugeriu que seu país vendesse mais gás à UE pela Ucrânia. Seguindo essa declaração, os futuros do gás afundaram para $1.000 por mil metros cúbicos. No período de 11 a 17 de outubro, os futuros do gás foram avaliados em $1.028 por mil metros cúbicos.

Back

See also

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.