empty
 
 
China espera que EUA flexibilizem tarifas sobre seus produtos.

China espera que EUA flexibilizem tarifas sobre seus produtos.

A China propôs a retirada de algumas tarifas adicionais dos EUA sobre suas mercadorias. Segundo Shu Jueting, porta-voz do Ministério do Comércio da China, a retirada de tarifas sobre mercadorias chinesas pode impulsionar a recuperação econômica global.

A administração do Presidente Joe Biden já comentou sobre o assunto. Os Estados Unidos não têm planos de suspender as tarifas sobre algumas mercadorias chinesas num futuro próximo. É por isso que a questão permanece em aberto.

Shu Jueting enfatiza que a retirada das tarifas adicionais dos EUA é necessária, pois é uma condição crucial para a recuperação tanto da economia global quanto local. Tal medida provavelmente atenderá à demanda dos consumidores e produtores chineses e americanos.

Notavelmente, em 15 de janeiro de 2020, os EUA e a China assinaram um acordo comercial preliminar. Como parte do acordo, os EUA deveriam ter reduzido pela metade a tarifa que impuseram anteriormente em uma lista de produtos chineses de 120 bilhões de dólares, para 7,5%. Além disso, tarifas de 25% sobre 250 bilhões de mercadorias chinesas também estavam em vigor.

Conforme o acordo, a China prometeu comprar US$ 200 bilhões de produtos americanos durante os dois anos seguintes: US$ 50 bilhões em energia, US$ 40 bilhões em agricultura, US$ 35 – 40 bilhões em serviços, e US$ 75 bilhões em produtos manufaturados.

Em dezembro, o Ministério do Comércio da China disse que, nos últimos dois anos, a China teve que lidar com as consequências da pandemia aplicando esforços consideráveis. Ao mesmo tempo, teve que cumprir com as obrigações do acordo comercial inicial. É por isso que as autoridades chinesas esperam que os EUA criem condições favoráveis necessárias para a expansão do comércio bilateral.

Back

See also

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.