Support service
×

Estratégia de negociação de notícias

A estratégia de negociação de notícias representa um dos métodos de negociação baseados na ideia de que as notícias movem o mercado. A divulgação de notícias positivas faz com que os preços subam, enquanto notícias negativas fazem com que eles caiam. Nesta abordagem, qualquer fator que afete o valor de uma empresa é considerado como notícia sobre estes fatores. Por exemplo, a melhoria dos indicadores financeiros da empresa (o indicador fundamental, que faz parte da análise de mercado) é considerada uma notícia positiva sobre uma melhoria no desempenho financeiro daquela empresa.
 
A famosa especulação de Nathan Rothschild sobre a Batalha de Waterloo é um dos exemplos perfeitos de estratégia comercial de notícias na história. Na época, Nathan Rothschild era conhecido na Bolsa de Valores de Londres como o homem que tinha acesso às informações mais atualizadas. Como resultado desta imagem, suas ações influenciaram diretamente o comportamento de outros participantes do mercado.
 
Em 20 de julho de 1815, Nathan Rothschild recebeu a notícia da vitória sobre Napoleão na Batalha de Waterloo muito antes da chegada do representante oficial da Duke Wellington (isto aconteceu graças ao seu bem organizado serviço de courier).
 
Com isto em mente, a Rothschild foi à Bolsa de Valores de Londres e começou a vender títulos. Essas ações levaram a rumores de derrota britânica que causaram pânico na plataforma de intercâmbio. Quando os estoques caíram a um mínimo histórico, a Rothschild comprou estoques baratos e fez uma fortuna.
 
Portanto, a Batalha de Waterloo também entrou para a história como a maior operação financeira. O público em geral, que sempre tende a exagerar, ainda considera a possibilidade de que o Marechal Grouchy de Napoleão tenha chegado tarde ao local da batalha apenas devido ao dinheiro de Rothschild.
 
No entanto, não é tão simples e direto. Muitas vezes, o mercado de ações responde de forma imprevisível às notícias do ponto de vista do amador. Por exemplo, os preços começam a cair repentinamente em meio a algumas notícias positivas e vice-versa.
 
O segredo está no fato de que apenas notícias inesperadas têm um impacto direto sobre o mercado.
 
Assim, não há dúvida de que a notícia da revolução em qualquer país, resultando no cancelamento de todas as ações, levará a um colapso completo da bolsa. Ou uma melhoria repentina no desempenho financeiro de uma empresa é uma boa notícia que certamente causará um aumento nos preços das ações da empresa. Entretanto, estes dois exemplos representam notícias inesperadas que podem surpreender os participantes do mercado.
 
A maioria absoluta das notícias de mercado consiste em relatórios pré-programados, dados econômicos e declarações oficiais esperadas. Há uma frase frequentemente citada pelos traders: "compre o boato, venda o fato". Isto explica porque os preços sobem antes das notícias positivas e caem assim que as notícias antecipadas são anunciadas. No entanto, antes de cair, há sempre um pequeno pico no preço.

As razões para tal situação são as seguintes: os principais participantes do mercado (vamos chamá-los de profissionais) levam semanas ou até meses para fechar e abrir uma posição. Portanto, eles simplesmente não podem vender ações em um mercado de baixa, pois isso levará a um colapso de preços. Neste sentido, eles fecham suas posições exatamente no momento em que a esperada notícia positiva é divulgada.
 
Portanto, vamos resumir.

Todas as notícias podem ser divididas em esperadas e inesperadas. O primeiro grupo se baseia no princípio "compre o rumor - venda o fato", enquanto notícias surpreendentes são percebidas em proporção direta ao caráter das notícias.
 
Como mencionado acima, a maioria das notícias no mercado de ações deve ser classificada como esperada. Por exemplo, as fusões e aquisições (M&A) levam muito tempo para serem preparadas. As negociações podem durar vários meses com muitas pessoas envolvidas. Em tais casos, é quase impossível evitar vazamentos de informação, disponibilizados ao mercado na forma de boatos muito antes do anúncio oficial. Relatórios corporativos positivos e negativos estão entre o grupo de notícias esperadas e incluem colocação de títulos, notícias de fusões e aquisições, anúncios de contratos importantes, etc.

Compartilhe sua opinião

Obrigado! Gostaria de acrescentar algo mais?

Como classificaria a resposta que recebeu?

Deixe seu comentário (opcional)

Sua opinião é muito importante para nós.
Obrigado por completar nossa pesquisa online.

smile""