empty
 
 
Negócios na China são difíceis: Alibaba recebe multas

Negócios na China são difíceis: Alibaba recebe multas

No último sábado, 20 de novembro, o gigante da Internet Alibaba e várias corporações enfrentaram pesadas multas por violações antitruste. O iniciador foi a Administração Estatal de Antimonopólio da República Popular da China, que iniciou as atividades oficiais na última quinta-feira, 18 de novembro.

A agência multou várias das maiores empresas da China, incluindo Alibaba e Tencent. A razão para isso é uma violação da legislação antimonopólio do país. De acordo com relatórios do regulador, foram instaurados 43 processos sobre o assunto. Dizem respeito a transações de criptomoedas, bem como fusões e aquisições de empresas, informações não divulgadas às autoridades.

Durante a auditoria contra o gigante da Internet Alibaba, o regulador chinês emitiu uma decisão sobre punições administrativas. A empresa terá que pagar multa de 500 mil yuans ($78,2 mil).

A lista de grandes empresas que infringiram a lei na China inclui a empresa líder de Internet Alibaba Group, a gigante da Internet Tencent Holdings, o grande varejista Suning, o conglomerado DiDi, que possui serviço de táxi, e a empresa de tecnologia Baidu.

Atualmente, as autoridades do Império Celestial fortaleceram o controle antimonopólio. Em abril de 2021, a Administração Estatal da China para Controle e Regulamentação de Mercado emitiu uma multa recorde de 18,34 bilhões de yuans ($2,78 bilhões) ao Alibaba. A razão é a mesma - violação da legislação antimonopólio da RPC. No mês passado, as autoridades chinesas multaram em 3,44 bilhões de yuans (cerca de $533 milhões) uma empresa de entrega de alimentos Meituan por um crime semelhante.

Back

See also

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.