empty
 
 
Nova onda de Covid-19 varre a Europa.

Nova onda de Covid-19 varre a Europa.

Segundo a CNBC, uma nova onda de coronavírus varreu a Europa com o início do clima frio. Assim, a maioria dos países da zona euro introduziu uma nova restrição de circulação em espaços públicos, parcial ou total. Além disso, aqueles que se recusaram a ser vacinados podem enfrentar restrições adicionais.

Em 18 de novembro, as autoridades alemãs informaram que o número de novos casos de vírus atingiu o máximo histórico. A notícia causou graves preocupações tanto entre políticos como entre epidemiologistas. A chanceler cessante da Alemanha, Angela Merkel, esteve com os 16 primeiros-ministros estatais do país para discutir a situação do coronavírus, descrevendo-a como "dramática".

Particularmente, o estado de emergência da Alemanha deverá expirar a 25 de novembro. Esta medida permitiu que as autoridades locais tivessem um controle mais rígido sobre as questões de saúde. Alguns ministros da saúde estatais pedem o prolongamento do estado de emergência, pois, esta medida permite introduzir medidas tais como lockdowns e encerramentos de escolas.

Os especialistas estão preocupados com o rápido aumento do número de novos casos de vírus. Mesmo os testes e o rastreio generalizados não conseguiram travar a disseminação do vírus. O sistema de saúde alemão fornece contramedidas eficazes. É por isso que o número de mortes é mais baixo do que nos países vizinhos. De acordo com dados compilados pela Universidade Johns Hopkins, até à data, a Alemanha registrou mais de 5,1 milhões de casos do vírus e quase 100.000 mortes.

Além disso, os passaportes da Covid estão se tornando a norma na Europa. Eles demonstram o estado imunológico de uma pessoa. No entanto, as pessoas não vacinadas e aquelas que ainda não contraíram o vírus não podem visitar a maioria dos locais públicos e receber alguns serviços. Em alguns países, existem restrições para pessoas não vacinadas.


Back

See also

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.