empty
 
 
Aumento das contas fará com que 6 milhões de lares no Reino Unido se tornem pobres em combustível, adverte instituição de caridade.

Aumento das contas fará com que 6 milhões de lares no Reino Unido se tornem pobres em combustível, adverte instituição de caridade.

Segundo o jornal diário britânico "The Guardian", o Reino Unido corre o risco de ver o mais alto nível de pobreza de combustível, situação que descreve a situação na qual uma família não pode se manter adequadamente aquecida a um custo razoável, dada sua renda, desde que os registros começaram em 1996.

A National Energy Action (NEA), uma instituição de caridade com pobreza de combustível que trabalha para erradicar a pobreza de combustível, estimou que o número de residências que não conseguiram pagar suas contas de eletricidade aumentou consideravelmente em 2021. Se as autoridades não adotarem medidas apropriadas, o número de residências britânicas que vivem na pobreza de combustível poderá se multiplicar até a primavera de 2022.

O estudo da NEA destaca que cerca de 4 milhões de lares no país estão classificados como pobres em combustível. Além disso, o problema surgiu antes da crise energética na Europa. A gota d'água foi um aumento nos preços do mercado global de energia que desencadeou um dos aumentos mais acentuados já visto na conta de energia na zona do euro.

A instituição de caridade adverte que um novo pico nos preços poderia fazer com que outros 2 milhões de lares britânicos caíssem na pobreza de combustível, levando-os a lutar para aquecer suas casas.

Assim, a National Energy Action prevê que o número total desses lares pode chegar a 6 milhões. Este seria o nível mais alto de pobreza de combustível em todo o Reino Unido desde 1996. Segundo Adam Scorer, chefe executivo da instituição, o número de lares em situação de pobreza de combustível "dispararia" em abril de 2022. Isto ameaça aprofundar a crise energética e desencadear uma "catástrofe do custo de vida" para as famílias em dificuldades.

Back

See also

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.