empty
 
 

14.10.202116:45 Forex Analysis & Reviews: O dólar dos EUA mostra sinais de desaceleração.

Exchange Rates 14.10.2021 analysis

As principais notícias para o dólar americano - dados sobre a inflação nos Estados Unidos - foram divulgadas, e a resposta do mercado está em andamento. Em teoria, um aumento da inflação em setembro deveria ter estimulado ganhos adicionais na moeda americana, já que os preços mais altos ao consumidor aumentam as chances de aperto da política monetária americana pelo Fed. Aparentemente, isto não foi suficiente. O índice de preços ao consumidor cresceu apenas um décimo de um ponto percentual, enquanto a inflação central permaneceu inalterada. Assim, as notícias dificilmente podem ser uma razão para um maior fortalecimento do dólar americano.

Curiosamente, a moeda americana tem sido negociada na direção oposta ultimamente. Em outras palavras, o dólar ganhou em valor, apesar das estatísticas bastante negativas. A situação atual é diferente. Talvez este movimento fale do retorno dos principais atores que preferem ir longe com o euro.

Hoje, o par EUR/USD retornou acima de 1.16, o que significa que é provável que o crescimento da cotação acelere a curto prazo.

Exchange Rates 14.10.2021 analysis

A queda do dólar também pode ser atribuído às expectativas de uma mudança nas taxas de juros. A razão de tal otimismo ainda não está clara, mas os participantes do mercado esperam um aumento de 25pb nas taxas de juros na reunião marcada para setembro de 2022. A situação econômica nos Estados Unidos é incerta. Como observado pelo Fed, sua deterioração se deve a uma nova onda da pandemia do coronavírus. É verdade? No primeiro trimestre deste ano, a economia expandiu-se em 6,4% ao ano, mesmo em meio ao agravamento da situação epidemiológica.

A crise no crescimento econômico é muito provavelmente causada pela eliminação gradual das medidas de estímulo, e este abrandamento persistirá até que o novo pacote de medidas seja revelado. Isto significa que, no quarto trimestre, o crescimento do PIB também será fraco. Será que o regulador vai apertar a política monetária sob tais condições? Não é provável. As expectativas adiadas dos investidores de aumento das taxas de juros podem exercer uma pressão descendente sobre o dólar.

Será que o dólar cairá?

A julgar pelo último trimestre, o dólar é bastante forte. As condições favoráveis de liquidez e o sentimento de risco não conseguiram enfraquecer o dólar no terceiro trimestre. Agora fatores fundamentais podem vir a ser menos favoráveis, então por que se espera que o dólar caia?

No último trimestre, o Fed fez comentários favoráveis no simpósio em Jackson Hole. O presidente do Fed, Jerome Powell, argumentou teimosamente que a inflação seria temporária.

No quarto trimestre, é provável que o mercado interprete as declarações do Fed de forma diferente. O chefe do regulador e seus colegas ainda não mudaram sua ideia de uma eliminação gradual das medidas de apoio. Entretanto, para fazer isso, a situação no mercado de trabalho deve se estabilizar. O coronavírus afetou o sentimento do mercado no terceiro trimestre. Portanto, é difícil fazer previsões em meio à propagação descontrolada do coronavírus, e ainda ...

O Fed ainda pode surpreender os investidores. Os membros do Fed podem esperar pela reunião de novembro para pressionar por uma política mais dura em comparação com as expectativas do mercado no quarto trimestre.

De acordo com o CFTC, o posicionamento do dólar americano tem sido líquido por 12 semanas consecutivas e já atingiu uma alta de 2 anos. Notavelmente, o volume de posições longas começou a aumentar após a liberação da taxa de inflação dos EUA em junho. O dólar subiu confiantemente e o índice do dólar americano não caiu mais abaixo da marca de 90,00.

Exchange Rates 14.10.2021 analysis

O sentimento do mercado é baseado principalmente em uma possível eliminação gradual dos programas de estímulo em novembro. Entretanto, é bem possível que os investidores superestimem as capacidades do Fed e que suas expectativas não sejam atendidas. As apostas agressivas no aumento do dólar a médio prazo, também não dará frutos. Neste caso, o dólar americano ficará sob pressão.

A julgar pelo posicionamento do ouro, o dólar está resistindo à tendência de queda. O metal precioso continua a ser comercializado em uma faixa bastante estreita em torno da marca de US$ 1.750 por onça troy. Suas tentativas de crescer, assim como de cair, não tiveram sucesso. Entretanto, o ativo ainda tem uma chance de sair da faixa de variação. Se o preço se consolidar acima de $1.800 por onça, aparecerá um sinal de inversão da tendência de baixa. A nova tendência será confirmada se o preço superar sua alta local anterior de 1.836.

Pode-se ver que a divisa estadunidense não quer desistir. No entanto, seu momento de alta parece estar lentamente desaparecendo. Assim, uma correção do par EUR/USD ocorre desde o início do verão, está chegando ao fim. É importante entender que o atual comício do euro não se deve à força do euro em si, mas à fraqueza do dólar.

Entretanto, é provável que a fraqueza do índice do dólar americano seja temporária. Portanto, ele pode muito bem subir acima do nível de 94,00 no futuro próximo.

Natalya Andreeva,
Especialista em análise na InstaForex
© 2007-2022
Benefit from analysts’ recommendations right now
Top up trading account
Open trading account

InstaForex analytical reviews will make you fully aware of market trends! Being an InstaForex client, you are provided with a large number of free services for efficient trading.

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.