empty
 
 

04.10.201922:31 Forex Analysis & Reviews: GBP/USD. Otimismo da libra prematuro: Johnson precisa passar por 9 círculos do "inferno político"

O aumento de ontem na volatilidade do par libra-dólar deveu-se não apenas ao tema do Brexit. A moeda dos EUA continua demonstrando sua vulnerabilidade em meio à desaceleração de importantes indicadores econômicos e à antecipação da liberação de Nonfarms. Essa combinação de fatores fundamentais possibilitou que os touros GBP / USD atualizassem a alta semanal e se aproximassem da 24ª figura. No entanto, o crescimento adicional do par permanece em dúvida: se os dados de hoje sobre o mercado de trabalho dos EUA saírem na "zona verde", o dólar recuperará rapidamente sua posição em todo o mercado. Além disso, se for apoiado pelo presidente do Federal Reserve, Jerome Powell, que expressará sua opinião no final da sessão nos EUA (18:00, horário de Londres). A situação com o Brexit é ainda mais complicada. O otimismo cauteloso nesse assunto pode ser instantaneamente substituído pelo pessimismo habitual, após o qual a libra retornará à faixa de preço de 1.2000-1.2250. Existem certos pré-requisitos para isso.

Exchange Rates 04.10.2019 analysis

De modo geral, o otimismo de ontem dos traders GBP / USD foi explicado por um fator: surgiram rumores na imprensa britânica de que o Partido Conservador e seus aliados temporários do Partido da União Democrática estavam prontos para apoiar as novas propostas de Boris Johnson para o Brexit. Mas vale a pena notar aqui que, em primeiro lugar, esses rumores ao longo dos 3,5 anos do épico do processo de negociação muitas vezes não foram confirmados. Em segundo lugar, na Europa eles eram bastante céticos em relação às iniciativas do primeiro ministro britânico. E embora o chefe da Comissão Europeia tenha chamado as propostas expressas de "um avanço", muitos fatos sugerem o contrário. Quase todos os especialistas, políticos e jornalistas de ambos os lados do Canal da Mancha estão confiantes de que o "novo plano" de Johnson está fadado ao fracasso.

O backstop é a raiz do problema. Os partidários do Brexit foram inicialmente contra a fronteira "transparente" entre a Irlanda do Norte e a República da Irlanda. Em vez de um mecanismo indefinido, Johnson propôs uma alternativa - uma fronteira "translúcida". Segundo ele, os cheques alfandegários retornarão à ilha - tanto em terra quanto no mar -, mas serão praticamente invisíveis para quem cruza a fronteira. No entanto, a fronteira é de fato devolvida, e os postos aduaneiros, mesmo a uma distância remota das fronteiras, permanecem postos aduaneiros, independentemente de sua localização. Esta proposta não é adequada para muitos políticos - tanto entre europeus quanto entre britânicos. Em particular, os Laboritas já consideraram o plano de Johnson "aterrorizante".

Os itens restantes também são ambíguos. Por exemplo, o primeiro ministro britânico propôs que a Assembléia da Irlanda do Norte (o parlamento da região) tivesse veto. Os deputados locais devem confirmar a legitimidade do acordo com a União Europeia em intervalos de quatro anos; caso contrário, Belfast retornará à órbita da lei britânica. Esta ideia foi recebida "com hostilidade", tanto em Bruxelas como em Dublin. Além disso, a julgar pelas manchetes dos jornais na imprensa europeia, os países da UE também não apoiam essa iniciativa.

Em primeiro lugar, a Assembleia acima mencionada não realiza suas reuniões há mais de três anos (!) Devido à falta de quorum. Os confrontos políticos locais, prolongados, bloquearam o trabalho deste órgão. Em segundo lugar, os europeus estão indignados com a própria formulação da questão: de fato, uma região relativamente pequena decidirá o destino dos processos de integração europeus. E, considerando os antecedentes da relação entre Dublin e Belfast, é impossível imaginar que as autoridades da República da Irlanda tenham concordado com esse mecanismo. O presidente do Conselho Europeu, Donald Tusk, já conseguiu declarar que, nesse assunto, apoia totalmente Varadkar, e as propostas do primeiro-ministro britânico são "pouco convincentes" para ele.

Exchange Rates 04.10.2019 analysis

Outro obstáculo para concordar com o "Plano Johnson" é de natureza puramente técnica. Não é necessária apenas vontade política para implementar suas propostas no direito europeu. O processo de aprovação legal envolve o consentimento de todos os 27 países membros da União Europeia. Segundo os participantes de negociações anteriores (quando Theresa May estava no cargo), esse é um processo demorado. Todos eles argumentam por unanimidade que as partes não terão tempo para preparar o documento relevante antes da cúpula da UE, que ocorrerá em apenas duas semanas.

Assim, Johnson precisa resolver uma série de tarefas difíceis. Antes de tudo, ele precisa convencer a liderança da UE, bem como representantes dos países membros da UE da necessidade de concordar com as mudanças acima. Em seguida, o grupo de negociação precisa em pouco tempo - cerca de duas semanas - de preparar um documento legalmente verificado, que deve ser apoiado na cúpula da UE. Se o primeiro-ministro britânico aprovar todas essas etapas, somente de 19 a 20 de outubro ele trará um esboço atualizado do acordo para Londres, que precisará ser acordado com os deputados da Câmara dos Comuns. Aqui vale lembrar que, como resultado de recentes "expurgos", os conservadores expulsaram mais de 20 de suas fileiras. Portanto, Johnson precisará buscar apoio "ao lado", ou seja, entre outros grupos substitutos. O Partido Trabalhista já discordou categoricamente de seu plano, enquanto as posições dos outros partidos (exceto o DUP e os representantes da Escócia) ainda são desconhecidas.

Em outras palavras, a posição da moeda britânica é atualmente bastante precária. Os boatos de apoio a Conservadores e DUP forneceram apoio temporário à libra, mas as posições longas no par GBP / USD parecem arriscadas: existem muitos "ses" no caminho de Boris Johnson. Portanto, com base nos resultados do discurso de Nonfarm e Jerome Powell, pode-se considerar posições curtas com os objetivos descendentes de 1,2270 e 1,2180 (a linha Kijun-sen e a borda inferior da nuvem Kumo em D1, respectivamente). É muito cedo para falar sobre propinas mais profundas - as etapas do processo de negociação nas próximas duas semanas "jogarão" o par de um lado para o outro até que as perspectivas do Brexit sejam finalmente determinadas.

*A análise de mercado aqui postada destina-se a aumentar o seu conhecimento, mas não dar instruções para fazer uma negociação.

Irina Manzenko,
Especialista em análise na InstaForex
© 2007-2021
Benefit from analysts’ recommendations right now
Top up trading account
Open trading account

InstaForex analytical reviews will make you fully aware of market trends! Being an InstaForex client, you are provided with a large number of free services for efficient trading.

Não pode falar agora?
Faça sua pergunta no chat.